Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524655
Title: Programa Bolsa Família: descentralização, centralização ou gestão em redes?
Keywords: implementação de políticas públicas
implementacíon de políticas públicas
relaciones federativas
descentralización de programas sociales
policy making
federative relationships
decentralization of social programs
policy network
relação federativa
rede de políticas públicas
descentralização de programa social
Issue Date: Jan-2009
Publisher: Escola Nacional de Administração Pública (ENAP)
Revista do Serviço Público (RSP)
Abstract: O artigo analisa o processo de implementação e o modelo de gestão do Programa Bolsa Família (PBF), no cerne do debate de centralização-descentralização. A hipótese do estudo é que o PBF não apenas caminhou para o fortalecimento da descentralização, superando alguns desafios da consolidação do “pacto federativo”, como também construiu uma configuração mais complexa, próxima à gestão em redes. Para tanto, é apresentada uma discussão teórica acerca do federalismo, da descentralização das políticas sociais e do conceito de redes de políticas públicas. Em seguida, são discernidos os princípios que fundamentaram a concepção do programa, bem como as principais estratégias de implementação. Como conclusão, argumenta-se que apesar de ainda persistirem desafios à gestão compartilhada, a implementação do PBF se pautou não apenas no princípio da descentralização, como também na transparência, controle e participação popular.
El artículo analiza el proceso de implementación y el modelo de gestión del "Programa Bolsa Família" (PBF) en el meollo del debate sobre centralización-descentralización. La hipótesis del estudio es que el PBF no sólo siguió hacia el fortalecimiento de la descentralización, superando algunos retos de la consolidación del "pacto federativo", sino también construyó uma forma más compleja, más cercana a la gestión en redes. Por eso, se presenta una discusión sobre el federalismo, la descentralización de las políticas sociales y el concepto de redes de políticas públicas. Luego, los principios que fundamentaron la concepción del programa son discernidos, además de las principales estrategias de implementación. Para concluir, se argumenta que, pese a que todavía siguen existiendo retos a la gestión compartida, la implementación del PBF se ha regulado no sólo por el principio de la descentralización, sino también por el de la transparencia, control y participación popular.
This article analyzes the Bolsa Família's policymaking process and its management framework in the extent of the debate related to centralization and decentralization. The hypothesis of the study is that this social program has focused not only on strengthening the decentralization, surpassing some challenges for the consolidation of the "federative pact", but has also built a complex framework, in close proximity to the network management. In order to do so, the article presents a theoretical discussion about federalism, decentralization of social policies, and a concise concept of policy networks. Moreover, the values of the program formulation and the main implementation strategies are described. Therefore, it is argued that, despite the remaining of the shared management challenges, the PBF implementation has been based on decentralization as well as on transparency, social control and participation.
URI: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524655
Other Identifiers: http://repositorio.enap.gov.br/1/1586
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 2001 a 2010

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.