Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/525164
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRicha, José-
dc.date.accessioned2016-10-13T17:20:36Z-
dc.date.accessioned2021-11-27T03:44:53Z-
dc.date.available2016-10-13T17:20:36Z-
dc.date.available2021-11-27T03:44:53Z-
dc.date.created2016-10-13T17:20:36Z-
dc.date.issued1987-05-
dc.identifierhttp://repositorio.enap.gov.br/1/2540-
dc.identifier.urihttp://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/525164-
dc.description.abstractNaturalmente, dentre os debatedores, o Senador Jarbas Passarinho, erudito, leva uma vantagem muito grande. Eu no tenho a sua erudição, mas aceitei vir aqui debater porque considero, ao longo anos, ter acumulado alguma experiência prática. Teoricamente no entendo quase nada do assunto, mas tenho uma vivência praticamente muito grande, que me permite fazer uma análise política da questão que se coloca neste seminário para o debate. E confesso que eu tenho uma grande simpatia pelo sistema parlamentarista de governo. Eu acho que o parlamentarismo permite que o poder seja compartilhado e, portanto, n.o exercido de forma absoluta por ninguém. Eu admito que, quando há crises no sistema parlamentarista de governo, estas crises afetam menos as instituições, pois elas se circunscrevem áreas política. As crises no parlamentarismo s.o resolvidas muito mais rapidamente. E ai até discordo da opinião do Embaixador Nascimento Silva, quando toma o modelo francês como exemplo para dizer que as crises no parlamentarismo podem ocasionar o vazio no poder. Eu acho que pelo contrário. Nós aqui, no nosso sistema presidencialista, e em alguns outros países presidencialistas, é que verificamos que quando h. uma crise acaba ocorrendo uma crise no poder e assim acaba afetando as instituições, e acaba até ocasionando golpes de estado ou rupturas da legalidade democrática e dos postulados constitucionais.-
dc.languageIdioma::Português:portuguese:pt-
dc.publisherEscola Nacional de Administração Pública-
dc.relationhttp://repositorio.enap.gov.br/handle/1/2425-
dc.rightsEscola Nacional de Administração Pública (ENAP)-
dc.rightsAcesso::Acesso Aberto-
dc.rightsTermo::Licença Padrão ENAP::É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).-
dc.sourcehttp://seer.enap.gov.br/index.php/RSP-
dc.subjectParlamentarismo-
dc.subjectPresidencialismo-
dc.subjectCrise-
dc.subjectCongresso Nacional-
dc.subjectPoder execultivo-
dc.subjectConstituição-
dc.subjectConstituinte-
dc.titleParlamentarismo não resolve nossa crise-
dc.typeArtigo-
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 1981 a 1990

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.