Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524975
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorEvans, Peter-
dc.creatorRauch, James E.-
dc.date.accessioned2015-02-24T13:41:44Z-
dc.date.accessioned2021-11-27T03:41:49Z-
dc.date.available2015-02-24T13:41:44Z-
dc.date.available2021-11-27T03:41:49Z-
dc.date.created2015-02-24T13:41:44Z-
dc.date.issued2014-10-
dc.identifierhttp://repositorio.enap.gov.br/1/1858-
dc.identifier.urihttp://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524975-
dc.description.abstractO papel das estruturas da autoridade burocrática para a potencialização do crescimento econômico tem sido uma preocupação sociológica desde as contribuições clássicas de Max Weber, de quase 100 anos atrás. Utilizando um conjunto de dados recente e original, foram examinadas as características das principais instituições econômicas estatais e os registros de crescimento em uma amostra com 35 países em desenvolvimento durante o período compreendido entre 1970 e 1990. A “Escala de Weberianismo” utilizada oferece uma medida simples do grau no qual essas instituições empregam recrutamento meritocrático e oferecem carreiras estruturadas com progressão funcional e gratificação de desempenho. Descobriu-se que essas características “weberianas” reforçam, significativamente, as perspectivas de crescimento econômico, mesmo quando controlamos os níveis iniciais de PIB per capita e capital humano. Os resultados indicam que essas características “weberianas” deveriam ser incluídas como um fator em modelos gerais de crescimento econômico. Eles também sugerem a necessidade de maior atenção, pelos policy makers, para a construção de burocracias aprimoradas; e de mais pesquisas, pelos cientistas sociais, sobre as variações em como as burocracias estatais se encontram organizadas.-
dc.description.abstractThe role of bureaucratic authority structures in facilitating economic growth has been a sociological concern since Max Weber’s classic contributions al-most 100 years ago. Using a recent and original data set, we examine the characteristics of core state economic agencies and the growth records of a sample of 35 developing countries for the 1970-1990 period. Our “Weberianness Scale” offers a simple measure of the degree to which these agencies employ meritocratic recruitment and offer predictable, rewarding long-term careers. We find that these “Weberian” characteristics significantly enhance prospects for economic growth, even when we control for initial levels of GDP per capita and human capital. Our results imply that “Weberianness” should be included as a factor in general models of economic growth. They also suggest the need for more attention by policymakers to building better bureaucracies and more research by social scientists on variations in how state bureaucracies are organized.-
dc.languageIdioma::Português:portuguese:pt-
dc.publisherEscola Nacional de Administração Pública (Enap)-
dc.rightsEscola Nacional de Administração Pública (Enap)-
dc.rightsAcesso::Acesso Aberto-
dc.rightsTermo::Creative Commons - Uso Não Comercial (by-nc)::Esta licença permite que outros remixem, adaptem, e criem obras derivadas sobre a obra licenciada, sendo vedado o uso com fins comerciais. As novas obras devem conter menção ao autor nos créditos e também não podem ser usadas com fins comerciais, porém as obras derivadas não precisam ser licenciadas sob os mesmos termos desta licença. Fonte: http://creativecommons.org.br/as-licencas/-
dc.sourcehttp://seer.enap.gov.br/index.php/RSP/article/view/657/515-
dc.subjectburocracia-
dc.subjectcrescimento econômico-
dc.subjectEstado weberiano-
dc.titleBurocracia e crescimento: uma análise internacional dos efeitos das estruturas do Estado “weberiano” sobre o crescimento econômico-
dc.typeArtigo-
Appears in Collections:Revista do Serviço Público: de 2011 a 2020

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.