Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524743
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorSerra, Adrianne-
dc.contributorMoreira, Cecilia Santos-
dc.contributorLirio, Gustavo Rodrigues-
dc.contributorCoutinho, José Vinicius Mello-
dc.contributorRangel, Marcus Monte Mor-
dc.contributorSoares, Marta-
dc.contributorNogueira Junior, Nylo Sérgio José-
dc.contributorGeraci, Renato Martinez-
dc.creatorSucena, Vinicius Teixeira-
dc.date.accessioned2019-03-12T19:33:32Z-
dc.date.accessioned2021-11-27T03:39:49Z-
dc.date.available2019-03-12T19:33:32Z-
dc.date.available2021-11-27T03:39:49Z-
dc.date.created2019-03-12T19:33:32Z-
dc.date.issued2014-12-
dc.identifierhttp://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3834-
dc.identifier.urihttp://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/524743-
dc.description.abstractO objetivo deste trabalho é criar um indicador de eficiência do gasto público em educação. A premissa básica para definição do indicador é estabelecer uma relação entre a efetividade das redes de ensino e os seus custos por aluno. Como parâmetro de efetividade foi escolhido o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). Para a aferição do custo por aluno foi proposta uma metodologia de cálculo baseada na seleção de subfunções da despesa pública que representassem potencial de influenciar, direta ou indiretamente, no desempenho dos alunos. Devido à vinculação institucional dos autores, foi oportuno focar o cálculo do indicador apenas nas redes estaduais de ensino médio. Como a apuração do IDEB é realizada a cada dois anos, o indicador proposto também teve que seguir a mesma periodicidade. O indicador foi calculado para os biênios compreendidos entre os anos de 2006 e 2013, o que possibilitou a observação de uma série histórica de quatro períodos. A metodologia foi aplicada, em caráter de teste, apenas para as unidades da Federação com representantes entre os autores do estudo, sem a pretensão de gerar resultados que possibilitassem uma análise conclusiva sobre a relação entre o custo por aluno e o IDEB. No entanto, os resultados obtidos sugerem não haver uma relação direta entre o custo por aluno e o desempenho no IDEB. Ficou evidenciado que políticas educacionais mais eficientes podem gerar melhores resultados, ainda que com menores custos por aluno. Realizaram-se análises sobre o perfil do gasto por grupo de despesa e sobre a quantidade média de alunos por turma. Pôde-se concluir que o indicador proposto foi capaz de identificar as redes de ensino mais eficientes e estimular questionamentos 7 direcionados a verificar as causas associadas ao sucesso, ou insucesso, das redes públicas de ensino, em transformar o gasto público em educação de qualidade.-
dc.languageIdioma::Português:portuguese:pt-
dc.publisherEscola de Administração Fazendária (Esaf)-
dc.rightsEscola Nacional de Administração Pública (Enap)-
dc.rightsTermo::Licença Padrão ENAP: É permitida a reprodução e a exibição para uso educacional ou informativo, desde que respeitado o crédito ao autor original e citada a fonte (http://www.enap.gov.br). Permitida a inclusão da obra em Repositórios ou Portais de Acesso Aberto, desde que fique claro para os usuários esses “termos de uso” e quem é o detentor dos direitos autorais, a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). Proibido o uso comercial. Permitida a criação de obras derivadas, desde que respeitado o crédito ao autor original. Essa licença é compatível com a Licença Creative Commons (by-nc-sa).-
dc.subjecteducação-
dc.subjectpolítica educacional-
dc.subjectgasto público-
dc.subjecteficiência-
dc.subjectindicador-
dc.titleTexto para discussão 21: Indicador de eficiência do gasto público em educação-
dc.typeTexto para Discussão-
Appears in Collections:Textos para Discussão da Esaf

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.