Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/522473
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributorGóes, Geraldo Sandoval (Orientador)-
dc.creatorMoreira, Marcelo Chaves-
dc.date.accessioned2019-05-14T22:10:52Z-
dc.date.accessioned2021-11-11T20:38:42Z-
dc.date.available2019-05-14T22:10:52Z-
dc.date.available2021-11-11T20:38:42Z-
dc.date.created2019-05-14T22:10:52Z-
dc.date.issued2019-05-06-
dc.identifierhttp://repositorio.enap.gov.br/handle/1/4005-
dc.identifier.urihttp://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/522473-
dc.description.abstractO objetivo deste estudo foi verificar a autocorrelação espacial existente entre agrupamentos de municípios com disposição final de rejeitos em aterros sanitários e alguns indicadores socioeconômicos que dialogam com a capacidade do município, e de seus vizinhos, de ofertar o serviço e o da população beneficiária pagar pela recuperação dos custos desta prestação. A metodologia utilizada para a análise dos dados espaciais foi por meio do uso dos modelos econométricos embutidos no software gratuito GeoDa, espacializando os clusters e testando a autocorrelação espacial plotando Diagramas de Dispersão e calculando os Índices de Moran Local Univariado e Bivariado. As análises locais Univariadas revelaram clusters com elevado indicador de disposição final ambientalmente adequada que, por sua vez, nas Bivariadas, apontaram autocorrelação espacial positiva com a maioria das variáveis socioeconômicas, exceto para consórcios públicos, um arranjo recomendado que, de fato, tem encontrado barreiras para a sua instituição, apesar de muitos entes compartilharem aterros sanitários de forma precária. Estes agrupamentos são predominantes nas macorrregiões sul, sudeste e em certos casos na centro-oeste, coincidentes com os clusters de quem efetua cobrança para uma população beneficiada menos desigual e de renda per capita acima da média, enquanto no outro extremo estão a norte e a nordeste demandando uma adequação para a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos.-
dc.languageIdioma::Português:portuguese:pt-
dc.publisherEscola Nacional de Administração Pública (Enap)-
dc.rightsMarcelo Chaves Moreira-
dc.rightsTermo::Autorização: O autor da obra autorizou a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) a disponibilizá-la, em Acesso Aberto, no portal da ENAP, na Biblioteca Graciliano Ramos e no Repositório Institucional da ENAP. Atenção: essa autorização é válida apenas para a obra em seu formato original.-
dc.subjectinfraestrutura-
dc.subjectresíduos sólidos-
dc.subjectsaneamento básico-
dc.subjectrejeitos-
dc.subjectdisposição final-
dc.titleAspectos socioeconomicos territoriais para a disposição final ambientalmente adequada dos rejeitos-
dc.typeMonografia/TCC-
Appears in Collections:Especialização Enap - Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.