Please use this identifier to cite or link to this item: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/522074
Title: Categoria Graduando 1º Lugar: Concentração e distribuição espacial da oferta brasileira de bioeletricidade florestal
Keywords: bioenergia
concentração industrial
estatística Scan
energia elétrica
biomassa florestal
economia industrial
Issue Date: 2018
Publisher: VI Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal
Abstract: O uso da biomassa florestal para geração de eletricidade distribui-se pelo território nacional de acordo com a oferta de matéria e disponibilidade de mão de obra. Este trabalho analisou a concentração e a distribuição espacial da oferta brasileira de bioeletricidade florestal em 2018. Os dados foram obtidos no Banco de Informações de Geração da Agência Nacional de Energia Elétrica e os indicadores de concentração utilizados foram: Razão de Concentração [CR(k)], Índice de Herfindahl-Hirschman (HHI), Entropia de Theil (E) e o Coeficiente de Gini (G). A distribuição espacial e os conglomerados foram identificados por meio da estatística Scan. Os principais resultados mostraram que a região Sul possui o maior número de usinas e a maior potência instalada de bioeletricidade florestal no Brasil. O produto florestal que se destacou em potência instalada foi o licor negro das indústrias de papel e celulose, seguido dos resíduos florestais vinculados, principalmente, às serrarias. A concentração de número de usinas e potência instalada para o nível estadual foi classificada como de moderadamente alta para [CR(k)] e G, e baixa ou inexistente para HHI e E. Para a potência instalada das usinas apresentou concentração moderadamente baixa. Entre as fontes de biomassa florestal, a maior foi das usinas de gás de alto forno e a menor das firmas de resíduos florestais. Quanto a distribuição espacial de usinas da biomassa florestal, houve apenas um cluster significativo, situado na região Sul para o número, porém, para a potência instalada foram observados sete clusters, sendo os associados ao licor negro os de maior representatividade. Este estudo mostrou a importância do envolvimento da questão espacial nos modelos, seja pela sobreposição de informações do VBP e seja no desenvolvimento das políticas públicas.
URI: http://bibliotecadigital.economia.gov.br/handle/123456789/522074
Other Identifiers: http://repositorio.enap.gov.br/handle/1/3826
Appears in Collections:Prêmio Serviço Florestal Brasileiro em Estudos de Economia e Mercado Florestal

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.